sunset, sun, rays

Pensamento profundo: forma de encarar certos comportamentos, culpabilizar inocentes e desculpabilizar culpados

Hoje durante a noite não consegui pregar olho e, dei por mim ,a pensar em coisas que me tiram do sério...cada vez fico mais chocada com as notícias que oiço e me pergunto onde este mundo vai parar?! Apesar de estar prestes a fazer uma comparação à primeira vista 'estúpida', no final fará todo o sentido...(pelo menos para mim faz!)

BULLYING - as crianças e jovens que sofrem deste tipo de barbaridade (independentemente do grau de gravidade exercido nos atos, não deixa nunca de o ser!), muitas vezes tentam ocultar o sucedido, quer ocorra uma vez, duas ou diariamente...Porquê? Maioritariamente, não entendem o porquê, sentem vergonha, são silenciados com mais ameaças e, geralmente, a baixa autoestima leva as vítimas a pensar que, de alguma forma, são culpadas que, provavelmente fizeram algo para o merecer, ainda que não consigam perceber o porquê!

VÍTIMAS DE ABUSO E/OU VIOLÊNCIA (doméstica ou não) - as vítimas deste tipo de barbaridade horripilante quando crianças ou jovens sentem-se da mesma forma que as vítimas de bullying, tentam ocultar, negar, sentem vergonha e culpa...que mereceram... E porquê?!?! - pergunto eu.

Vamos pensar na sociedade que temos - uma introspeção rápida. Inicialmente, as vítimas são vistas como? Quais as perguntas mais frequentes?

Onde e como aconteceu?

Tens a certeza que aconteceu assim?

Mas o que é que tu fizeste? De certeza que fizeste alguma coisa...o que foi?

Porque é que te queres fazer de vítima? Só queres é chamar à atenção...não achas que estás a exagerar?!?! Esquece isso não queiras estragar a vida de ninguém.

Ora bem, em vez de se tentar perceber o que realmente aconteceu, tenta-se criar ainda mais dúvidas e, ajudam as vítimas a se culpabilizar ainda mais. Porque é que em vez de se tentar resolver um problema se tenta abafá-lo? Ocultá-lo, como se este tivesse sido uma invenção? É que nem se põe, sequer em causa, que possa ter acontecido realmente?

RESUMINDO: inicialmente a vítima é mentirosa, só quer atenção e, nem tem oportunidade de ser ouvida. Quando se chega, muitas vezes, ao inevitável, aí já toda a gente acredita e lamenta não ter acreditado... Se cada vez mais as notícias são do mais atroz e impensável, porque não pensar, pelo menos, como uma possibilidade? Há histórias que serão verdade e outras que não, mas eu prefiro ter a consciência tranquila de ter ajudado alguém que, alegadamente sofreu de algum problema do que, virar as costas e mais tarde me arrepender de não ter estado lá para a pessoa ou ter, simplesmente, ignorado. Como é possível mães e pais colocarem os filhos nestas situações e, ainda por cima duvidarem deles ou virarem as costas para não 'arranjarem' problemas - segundo eles??? Muitas vezes são eles que, tentam silenciar os filhos porque não lhes dá 'jeito' que as coisas venham a público porque serão prejudicados ou porque ainda necessitam da pessoa ou família daqueles que supostamente estão a ser incriminados - isto dá-se quer num caso quer noutro. Como as mães/pais podem pôr em causa a palavra dos filhos e acreditar em alguém que não lhes é nada? O dever delas(es) não é proteger os filhos a todo o custo e acima de tudo??? Como é que cada vez se ouvem mais histórias de padrastos/madrastas fazerem mal às crianças e as supostas mães/pais preferirem os culpados às vítimas? Ou pior, culpabilizarem aqueles que, inocentemente e que, não foram protegidos sofreram devido ao próprio egoísmo das mães/pais???!!!

Para mim, não sei quem será mais culpado: o agressor ou aquele(a) que permitiu e/ou (algumas vezes, forma indireta) sujeitou a(s) vítima(s) a tal situação... Para mim, se as oportunidades não forem criadas as coisas têm menos hipóteses de acontecerem... Não significa que não aconteçam mas, pelo menos, não somos nós os propulsionadores de tais oportunidades. Ninguém pode "jurar a pé junto" que conhece 100% alguém, nem quem já more junto há muitos anos!!! Nós próprios, por vezes, fazemos coisas que não achávamos ser capazes, como podemos dizer que conhecemos os outros se não nos conhecemos a nós mesmos?!? Eu não conseguiria viver com esse peso na consciência, muito menos, tendo conhecimento de certas situações e, simplesmente, as ignorar!!! Mas isso sou eu!!! Infelizmente há quem não pense assim, mas que, só pense no seu próprio ego, nelas(es) mesmas(os)!!! O que me revolta fortemente e nem sequer, por mais que tente, consigo compreender...é algo que me transcende!!!

Serei a única a pensar desta forma??? E nós, será que temos a opinião certa ou depende da situação? Será que estamos dispostos a fazer sacrifícios por aqueles que amamos ou somos egoístas a ponto de pensarmos que, já sofremos muito na vida e que temos de tentar ser felizes a todo o custo, se esta é a única oportunidade que a vida nos deu?

Pensemos: quem será que estará lá para nós quando necessitarmos??? Se não tomarmos as posições corretas depois não poderemos julgar aqueles que, supostamente, seriam quem nos "deveria" isso, não por obrigação, mas por gosto... Eu, não julgo essas pessoas que, quando esses ditos "pais" não os protegeram, mais tarde esperam que venham a tomar conta deles e eles, lhes fazem o mesmo!!! Não julgo mesmo porque a minha posição seria a mesma!!! Quem conseguisse fazer diferente tiro-lhe o chapéu, mas eu penso que nunca conseguiria...

E você??? DEIXE A SUA OPINIÃO E PARTILHE para que este pequeno texto possa ajudar as pessoas a pensar e tomar uma posição firme... Ajudemos as verdadeiras vítimas a ser compreendidas e a ter a força necessária para ultrapassar as situações da melhor forma possível, sem a vergonha nem a culpa que lhes tentam imputar - porque as vítimas não são responsáveis por nada!!! Precisam é de um ombro amigo, alguém que as escute, oriente e apoie!!! Sejamos alguém assim, não viremos as costas a ninguém pois não sabemos o dia de amanhã!!!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Price Based Country test mode enabled for testing Estados Unidos (US). You should do tests on private browsing mode. Browse in private with Firefox, Chrome and Safari

%d bloggers like this: